A franquia Subway já tentou duas vezes se fortalecer no Brasil. Apesar de hoje ser um sucesso, a primeira tentativa, em 1993, não foi nada boa.

Em 2003, a rede começou sua nova tentativa no mercado brasileiro, reconhecida por seus sanduíches e saladas, inspirados na culinária de diferentes localidades e o conceito de lanche saudável, a rede já conta com mais de mil lojas no Brasil.

Neste artigo iremos analisar os problemas encontrados pela rede em sua primeira tentativa de se firmar no Brasil, o que ela fez para se reerguer e o que é necessário para abrir uma franquia Subway hoje.

 

Franquia Subway – Segunda Tentativa

Iniciando sua operação no Brasil em 1993, as franquias Subway no princípio se baseavam em grandes lojas em bairros nobres, e consequentemente, os custos de operação eram muito altos o que inviabilizava a sobrevivência de alguns restaurantes. Por conta destes e outros contratempos a Subway passou por um período de adaptação em que tentava entender o mercado brasileiro.

Após 10 anos, em 2003, o mercado brasileiro apresentava um momento propício para a Subway definitivamente se consolidar no mercado nacional. Após a solução dos problemas pendentes e com a crescente demanda por alimentos considerados saudáveis e naturais a subway começou a se firmar no Brasil.

Com fôlego renovado, e agora com um momento agradável do mercado a Subway retomou a sua trajetória de crescimento, concentrando-se na operação e cuidando para que fosse feito o que havia dado certo em lugares tão diferentes do mundo, como Bahrain, a primeira franquia internacional, Nova Zelândia, China e Trinidad Tobago, entre tanta outras.

Independentemente da cultura e costumes locais, a Subway criou uma rede com padrões e procedimentos internacionais, reunindo costumes de culinária e ingredientes do mundo inteiro, ou seja, o sanduíche que você come aqui no Brasil pode ser encontrado em outras lojas pelo mundo.

Para se ter uma noção da seriedade e das intenções da Subway por aqui, o Brasil hoje já é o 7º maior mercado mundial da empresa, entre os 92 países está atrás somente de Estados Unidos, Canadá, Austrália, Inglaterra, Alemanha e México.

E no número de sanduíches vendidos em cada restaurante, se encontra semanalmente entre os 3 maiores do mundo junto com Nova Zelândia e Singapura. A Subway veio para ficar, e veio definitivamente, com o objetivo de se tornar a maior rede de fast-food do Brasil até 2015.

 


 

Quanto custa uma Franquia Subway

Investimento Inicial: R$ 250 mil (sem ponto comercial).

Taxa de Franquia: US$ 10 mil (US$ 5 mil se a loja for aberta até um ano depois da assinatura do contrato).

Estoque Inicial: R$ 8 mil.

Equipamentos e Mobília: R$ 110 mil.

Reforma: De R$ 50 a 60 mil.

Taxa de Royalties: 8% do faturamento líquido.

Taxa de Publicidade: 4,5% do faturamento líquido.

Capital de Giro: R$ 10 mil.

Faturamento Médio Mensal: R$ 65 mil.

Margem de Lucro Sugerida: 15% do faturamento médio.

Numero de Funcionários: entre 8 e 12 funcionários.

Prazo de Retorno: Entre 18 a 24 meses.

Área de Loja: De 32 m² a 100 m².

Site da Empresa: www.subway.com.br

 

Outros artigos que você também pode gostar:

Franquias Virtuais

Como funcionam as Franquias Home based

Passo a passo da abertura de uma Franquia

10 Microfranquias para investir com até R$10 mil

Franquia Subway – Como Abrir uma Franquia Subway
4.3 (86.67%) 3 votos

Conheça outras franquias: